07/03/2012

Porque é que há divórcios?


Eu avisei que isto agora ia ser um blog bem mais heterogéneo...
Já nas aulas de filosofia aprendi que desde há muito o ser humano se interroga, dizia-se que faz parte da nossa condição de humanos e que não é necessáriamente mau.
Pessoalmente interrogo-me amiude, mas a verdade é que fico frustrada quando não há respostas ou pelo contrário há imensas respostas.
O que me deixa piursa? Ouvir um... é complicado. ISSO NÃO QUER DIZER NADA!
O que eu não dava por certezas, facilitam tanto a vida...

Porque preciso de respostas e porque sou uma ansiosa de primeira vou passar a desabafar aqui alguns porquês que me perseguem.

O meu porquê de hoje é sobre o divórcio. Já começa aqui a minha dúvida... será que devia ser sobre o casamento?
Será que devia perguntar porque é que as pessoas se casam?

Imaginando que se casam a minha questão é (pronto fica mais fácil assim) porque se divorciam?
Porque a outra pessoa não correspondeu ás expectativas?
Porque apareceu alguém melhor?
Porque a paixão é cega?
Porque ao contrário de uma tatuagem, eliminar pessoas do nosso mundo é bem mais fácil?
Porque as pessoas se amam mais a si próprias?
Porquê?

Be... happy (que eu hoje estou melancólica).

2 comentários:

olivia disse...

Boa pergunta? eu sou casada com um homem divorciado e depois de várias conversas sobre o motivo do divórcio dele continuo sem perceber...agora das duas uma: ou eu sou lerdinha ou ele não se explica bem... :)
beijinhos

ximiusa disse...

@ olivia
opá... perguntar a homens ás vezes é meio caminho andado para aumentar as dúvidas. falam pouco...
mas lerdinha não és nada!
beijo grande!