30/05/2012

Comprar um carro não é só escolher a cor...


Este fim de semana, lembrei-me das lições de vida que já aprendi relacionadas com carros, e hoje cá estou para as partilhar:

PARA QUE QUERES UM CARRO?
A resposta para mim é óbvia, quero um carro para poder ao menos no fim de semana mover-me sem medo de ser assaltada no comboio, poder sair de casa.
Viver num subúrbio criou em mim uma sensação de prisão que mesmo automobilizada não consigo perder completamente, mas melhora pelo facto de ter carro.

QUE CARRO PRECISAS?
Sabendo que preciso de carro para me deslocar de A para B, basicamente qualquer carroça me servia.
Foi mesmo uma carroça que comprei. A pronto, registei e segurei o bicho e fiz-me à estrada.
Corria tudo  mesmo bem, automobilizada, livre e solta... não fosse o raio do carro um Fiat Punto, o preferido para o assalto urbano e suburbano...
A fechadura foi forçada por duas vezes, fiquei sem rádio, tive que mudar canhões da fechadura, o vidro foi partido num passeio ao Porto, começei a desesperar...
Depois veio a leva dos espetas... bateram no carro, culpa do outro mas chatice com o seguro.
O carro não valia muito, e eu meti-me com um mecânico aldrabão que "fingiu" ter arranjado o carro.
Sinceramente por esta altura já odiava o carro.
A gota de água foi um segundo acidente, culpa minha.
Vai paga mais! (até foi aí que descobri que o carro tinha sido mal arranjado inicialmente)

Nessa altura fartei-me!
Comecei a procurar mais um,  o carro ideal que nunca me ia dar chatices (ingénua eu...).

O QUE FAZ FALTA SABER SOBRE UM CARRO

- escolher um carro desta vez parecia mais difícil, a fase do chanato tinha passado e eu não tinha pachorra para lidar com furtos non stop e carros que me chateavam mais do que eu os usava, ia arranjar uma coisa melhor.
Pelos erros que cometi deixo uma lista do que é preciso saber ao escolher um carro (para além da cor e do modelito)

- valor do imposto único de circulação ( os carros matriculados depois de 2008 levaram um AUMENTÃO, certa de 3x mais que os carros com a mesma cilindrada dos anos anteriores)
- preço de um jogo de pneus - há carros com medidas estranhas que exigem que os pneus sejam da marca X, isso tem custos... altos;
- preço das peças: se o Punto era um carro acessível até ao nível de peças, há carros como os Kia que OH MEU DEUS DO CÉU! nada de marcas brancas etc.
- os stands oferecem condições de financiamento, mas eu aconselho que consultem um banco à séria para simular hipóteses de crédito (não tem que ser crédito automóvel, pode ser crédito pessoal se o valor a pedir for pequeno);
- grandes entradas garantem grandes poupanças! Esqueçam a ideia de pensar que SÓ ficam a pagar x€ durante 60 meses.
SABEM O QUE SÃO 60 meses? 5 anos!
Pensem, isso sim quanto fica a custar um carro de por exemplo 10.000€ sem qualquer entrada:
se não houvesse o bicho conhecido como juro: 166€/ mês.
Mas como existe o juro, consideremo uma taxa anual de 11% (e não é das mais altas)
o valor mensal já passa a : 217,00€... curioso não é? O tal carro passa a custar SÓ 13.020€
- um carro precisa de seguro e se for relativamente novo, quanto mais protegido melhor.
Especialmente se ainda não está completamente pago, façam o favor de o segurar por perda total; a ultima coisa que querem é ficar a pagar um carro que já não podem usar.Acidentes acontecem.
- Preço de uma revisão: se vão comprar uma coisa meia nova ou completamente nova, podem não querer recorrer a uma oficina qualquer. Isso tem um custo.
- Garantia: comparem bem o que vale uma garantia.
- Estacionamento: Lisboa é cara para andar de carro pois as estradas consomem os desgraçados (cheias de buracos...); mas diria que é ainda mais cara para estacionar carros.
Há zonas sem custos, que vão sendo cada vez mais reduzidas.
Mais caro que estes dois factores.... o preço de uma multa.
Inspecções Periódicas: a primeira é feita no 4º aniversário do carro, depois 2 anos, e depois anualmente.


O QUE APRENDI:

* que o nosso dinheiro é sempre super interessante para bancos, stands, oficinas, seguradoras e até mesmo o fisco;
* que ter um carro é só por si um fluxo de despesas;
* que se as viagens forem escassas, com um orçamento para aluguer estamos descansadas e é só colocar gasolina e tá feito:
* que a gasolina é cara demais no nosso portugal

Be... atenta :)

2 comentários:

Isabel disse...

Olá querida Ximi

Tens toda a razão... Isto de ter carro tem que se lhe diga, principalmente para gente "endinheirada", como é o nosso caso...
Eu cá só tive um carro que comprei novo e quando me livrei de o pagar já ele estava pronto para ir para o estaleiro...foi para nunca mais!
Agora é só em 2ª mão e olha lá. O que vale é que tenho cá em casa alguém que percebe mais de mecânica do que eu, que sou um total zero ( meto mudanças, acelero e travo e já bom).
Mas no futuro, não sei como vai ser. Pelo andar da carruagem não sei se vamos conseguir manter o carrito - ele é o seguro, ele é o imposto de circulação, ele é a inspeção, ele são os arranjos, já para não falar no preço da gasolina ( uma vergonha).
Enfim estamos em Portugal, não é preciso dizer mais nada.

Be... lixadas!

Beijocas grandes

ximiusa disse...

@ISABEL
são lições que a vida nos ensina, as vezes mesmo que nos digam para não fazer de certa maneira temos que provar que estão errados...
beijo grande que mesmo que seja preciso andar a pé somos lady's sim sra!
kissy!