02/07/2012

Não ele Não cresce em árvores!

fonte
Estava a pensar postar sobre as MAC's de Junho, mas decidi antes focar uma questão que me irrita solenemente.
A BANCA!
Essa espécie de 5º poder, armada em ave de rapina que basicamente enriquece de formas não tanto correctas quanto a mim, embora pareça que hoje em dia a tudo se responde com a lei da oferta e procura, aliada a um encolher de ombros.
Sabem que mais... O CARAÇAS!
Adoro repetir a frase que ouvi num programa brasileiro: "em mar de piranhas, jacaré nada de costas!".

Por essas e por outras encerrei neste mês a minha conta no MillenniumBCP, que teve a real lata de me cobrar uma comissão por descoberto bancário quando eles próprios me haviam dado o real privilégio de ter uma conta ordenado, conta essa que oferecia como vantagem 7 dias de descoberto bancário gratuito.
Reclamação? Concerteza que sim.
Resposta? Pois claro, então parece que a conta até era ordenado mas não tinha ESSA vantagem ordenado pois eu não havia formalizado (assinando um suposto papel ao balcão) o pedido para aceder à dita vantagem, que recordo me tinha sido forçada desde o dia em que recebi o 1º salário (recentemente aliás, foi SÓ em 2004).
É conta ordenado? É, mas sabe que mais, cobramos-lhe 10€ + I.S. só porque sim.

Continha fechada, assunto encerrado.

Mais que um desabafo serve o presente para relembrar a existência de uma ferramenta interessante:

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS:

Esta figura serve para garantir aos cidadãos que aufiram rendimentos que normalmente não os qualificam como interessantes aos olhos do sistema bancário, o acesso a uma conta bancária, e meios de pagamento.

Podem deste modo as pessoas aceder ao LUXO de ter uma conta bancária, que poderão movimentar, efectuar pagamentos etc.

O custo anual com a conta, não poderá ser superior a 1% do salário mínimo nacional.

Desde 2011 (maio) é também possível mediante a verificação de algumas condições converter uma conta existente, numa conta de serviços mínimos bancários.

Bancos como o MillenniumBcp, Caixa Geral de Depósitos, Montepio, dispôem destas contas.

Mais informação:
http://www.deco.proteste.pt/bancos/servicos-minimos-bancarios-para-quase-todos-s647471.htm

https://www.cgd.pt/Institucional/Banco-Social/Servicos-Minimos-Bancarios/Pages/Acesso-Servicos-Minimos-Bancarios.aspx

http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/02/article.jhtml?articleID=706800

28/06/2012

Fim do primeiro semestre....

fonte
Quando na próxima semana iniciarem as vossas lides, facilmente repararão que estamos no Verão.
O que talvez vos escape é que já se passou meio ano do senhor de 2012.

E o que é que isso tem?

É hora de parar, fazer uma auto avaliação, quem sabe até rever os objectivos traçados no inicio do ano, para quem os criou.

As minhas MAC's tiveram alguns voltefaces, algo que me irritou por um lado mas que serviu de open eyes por outro.
Vencer ou falhar tem sempre algo em comum: ESTAMOS VIVAS!

Be... felizes! Sempre

21/06/2012

Hoje começa o Verão....

fonte
Mas daqui por 6 meses e 3 dias é Natal.
Não comprem apenas sandálias e biquinis nos Saldos...
Olhem que em Dezembro pode já não haver subsídio de Natal, nem euro...

Be... preparadas para

05/06/2012

MAC 2012/Abril e Maio





1) PÃO

Sou consumidora assídua, no entanto não raras vezes o pão acumulava-se e ficava duro e depois... Bem, a minha atitude não era nada católica.
O que mudou: dado o fraco consumo diário (pão para pequeno-almoço e/ou lanche) comprar um saco com 5 bolas de pão a 0.22€ cada não era o ideal.
Assim passei a comprar dois tipos de pão essencialmente:
o bijou do continente: 0.03€
panrico (normalmente consigo 25% de desconto no DIA): 1.20€ 600gramas+200

E a técnica é simples:
Bijoux são comprados cerca de 4/5 sacos e congelados; depois é ir retirando do congelador
Panrico é consumido dia a dia e duuuuuuuuuuuuuuura imenso.

Se ainda assim sobrar algo é colocado propositadamente ao ar para ficar bem pedra e neste momento é transformado em pão ralado.

0 desperdício em pão neste momento.

2 ) NEVE ( em floco ou bola)

Mais dois conceitos que me agradaram pelas bandas das finanças pessoais.
Os flocos de neve são os trocos das nossas compras que são remetidos directamente para um pote selado (longe da vista longe da carteira).
Têm especial interesse em situações como:
Preciso comprar um par de sapatos, estimei que o custo seria 40€, consegui encontrar por 35€.
Imaginem para onde vão os 5€ que sobraram? Não, não aproveitamos para celebrar com um lanche!
Quem tem um objectivo redireciona o troco.

A bola de neve é mais complexa. Refere-se a dívida.
Significa que começo a pagar a minha dívida mais pequena, para ir aumentando a minha confiança e capacidade de a pagar.
Teoricamente se alguém tem uma dívida pequena, prefere pagá-la antes de pagar a maior pois o objectivo é mais rapidamente alcançado.
Opõe-se esta teoria à que incentiva a começar por pagar a dívida com uma taxa de juro mais alta, para evitar acumulação de juros.

3) DÍVIDAS

Como sou assim tão monga, tenho dívidas a mim própria.
Por isso estou a metódica e muito lentamente pagá-las.
É chato sim... mas ao menos juros não pago, e conheço muito bem a credora. É boa moça.

4) ARREDONDAMENTOS

Sempre na mesma onda é interessante pensar que o floco de neve pode simplesmente ser um arredondamento para cima.
A Worten teve em tempos essa iniciativa.
Hoje em dia tudo custa 4.99 ou um milhão e 99, passa a 5!
E os cêntimos vão para a maternidade que já aqui mostrei.
Só para que saibam, desde o início do ano: 25€- em moedinhas pretinhas....

5) ALMOÇO

Em Abril comi 3 vezes no trabalho!
WEEEEEE.
Ah pois não fiquei rica claro... Gastei em gasolina loooooooooool.

Be... poupadinhas!

30/05/2012

Comprar um carro não é só escolher a cor...


Este fim de semana, lembrei-me das lições de vida que já aprendi relacionadas com carros, e hoje cá estou para as partilhar:

PARA QUE QUERES UM CARRO?
A resposta para mim é óbvia, quero um carro para poder ao menos no fim de semana mover-me sem medo de ser assaltada no comboio, poder sair de casa.
Viver num subúrbio criou em mim uma sensação de prisão que mesmo automobilizada não consigo perder completamente, mas melhora pelo facto de ter carro.

QUE CARRO PRECISAS?
Sabendo que preciso de carro para me deslocar de A para B, basicamente qualquer carroça me servia.
Foi mesmo uma carroça que comprei. A pronto, registei e segurei o bicho e fiz-me à estrada.
Corria tudo  mesmo bem, automobilizada, livre e solta... não fosse o raio do carro um Fiat Punto, o preferido para o assalto urbano e suburbano...
A fechadura foi forçada por duas vezes, fiquei sem rádio, tive que mudar canhões da fechadura, o vidro foi partido num passeio ao Porto, começei a desesperar...
Depois veio a leva dos espetas... bateram no carro, culpa do outro mas chatice com o seguro.
O carro não valia muito, e eu meti-me com um mecânico aldrabão que "fingiu" ter arranjado o carro.
Sinceramente por esta altura já odiava o carro.
A gota de água foi um segundo acidente, culpa minha.
Vai paga mais! (até foi aí que descobri que o carro tinha sido mal arranjado inicialmente)

Nessa altura fartei-me!
Comecei a procurar mais um,  o carro ideal que nunca me ia dar chatices (ingénua eu...).

O QUE FAZ FALTA SABER SOBRE UM CARRO

- escolher um carro desta vez parecia mais difícil, a fase do chanato tinha passado e eu não tinha pachorra para lidar com furtos non stop e carros que me chateavam mais do que eu os usava, ia arranjar uma coisa melhor.
Pelos erros que cometi deixo uma lista do que é preciso saber ao escolher um carro (para além da cor e do modelito)

- valor do imposto único de circulação ( os carros matriculados depois de 2008 levaram um AUMENTÃO, certa de 3x mais que os carros com a mesma cilindrada dos anos anteriores)
- preço de um jogo de pneus - há carros com medidas estranhas que exigem que os pneus sejam da marca X, isso tem custos... altos;
- preço das peças: se o Punto era um carro acessível até ao nível de peças, há carros como os Kia que OH MEU DEUS DO CÉU! nada de marcas brancas etc.
- os stands oferecem condições de financiamento, mas eu aconselho que consultem um banco à séria para simular hipóteses de crédito (não tem que ser crédito automóvel, pode ser crédito pessoal se o valor a pedir for pequeno);
- grandes entradas garantem grandes poupanças! Esqueçam a ideia de pensar que SÓ ficam a pagar x€ durante 60 meses.
SABEM O QUE SÃO 60 meses? 5 anos!
Pensem, isso sim quanto fica a custar um carro de por exemplo 10.000€ sem qualquer entrada:
se não houvesse o bicho conhecido como juro: 166€/ mês.
Mas como existe o juro, consideremo uma taxa anual de 11% (e não é das mais altas)
o valor mensal já passa a : 217,00€... curioso não é? O tal carro passa a custar SÓ 13.020€
- um carro precisa de seguro e se for relativamente novo, quanto mais protegido melhor.
Especialmente se ainda não está completamente pago, façam o favor de o segurar por perda total; a ultima coisa que querem é ficar a pagar um carro que já não podem usar.Acidentes acontecem.
- Preço de uma revisão: se vão comprar uma coisa meia nova ou completamente nova, podem não querer recorrer a uma oficina qualquer. Isso tem um custo.
- Garantia: comparem bem o que vale uma garantia.
- Estacionamento: Lisboa é cara para andar de carro pois as estradas consomem os desgraçados (cheias de buracos...); mas diria que é ainda mais cara para estacionar carros.
Há zonas sem custos, que vão sendo cada vez mais reduzidas.
Mais caro que estes dois factores.... o preço de uma multa.
Inspecções Periódicas: a primeira é feita no 4º aniversário do carro, depois 2 anos, e depois anualmente.


O QUE APRENDI:

* que o nosso dinheiro é sempre super interessante para bancos, stands, oficinas, seguradoras e até mesmo o fisco;
* que ter um carro é só por si um fluxo de despesas;
* que se as viagens forem escassas, com um orçamento para aluguer estamos descansadas e é só colocar gasolina e tá feito:
* que a gasolina é cara demais no nosso portugal

Be... atenta :)